Governança de TI e como ELA pode Ajudar a sua Empresa

Para aumentar a sua competitividade no mercado e garantir os melhores processos dentro de sua empresa, certamente você conta com diversas ferramentas de Tecnologia da Informação. Elas são muito importantes na hora de gerir, controlar e garantir a qualidade de todos os seus produtos e serviços. Agora, imagine um conjunto de práticas que podem alinhar todos estes recursos, como softwares e sistemas, com os objetivos e as diretrizes de sua empresa?

Pois bem, esta é a Governança de TI. Criada com o objetivo de planejar e elaborar estratégias que possam dar vantagens competitivas às ferramentas de TI implantadas em uma empresa. As práticas da GTI prometem criar serviços absolutamente confiáveis e disponíveis para que você possa alcançar a excelência do seu negócio.

Ficou curioso para conhecer mais sobre a Governança de TI, as suas vantagens e como ela pode ser aplicada em sua empresa? Então não perca mais tempo e confira este post com mais informações e dicas sobre esta prática!

Mais sobre a Governança de TI

A Governança de TI é, basicamente, uma “extensão” da Governança Corporativa (conjunto de ações, políticas, regras e processos que regem uma organização específica) direcionada para a gestão das ferramentas, recursos e soluções em TI. Quando implantada, ela deve ser adotada por todos os usuários de softwares e sistemas, incluindo gerentes e gestores, auditores e diretores. Entre estas ações descritas no conjunto da Governança de TI, estão práticas que garantem a segurança da informação nos processos executados dentro de uma empresa, disponibilidade e total funcionamento das tecnologias da informação e durabilidade de todo o sistema implantado nestas corporações. .

Frameworks da GTI

Para implantar a Governança de TI em sua empresa, é importante que você conheça todos os frameworks – em outras palavras, modelos de trabalho – que fornecem as métricas e o que deve ser feito para garantir a eficácia desta prática. Os principais frameworks da GTI são:

Cobit (Control Objectives for Information and related Technology)
Este é o modelo de trabalho mais utilizado na Governança de TI e está na sua versão 4.1. Ele apresenta recursos que incluem sumário executivo, controles de objetivos, mapas de auditorias, indicadores de metas e performances e um guia com técnicas de gerenciamento. Suas práticas de gestão são recomendadas por especialistas da área e ele pode ser utilizado para testar e garantir a qualidade dos serviços de TI prestados, utilizando um sistema de métricas próprio.

ITIL (Information Technology Infrastructure Library) Este é um framework que é voltado para o público e não para o proprietário. O ITIL define o conjunto de práticas para o gerenciamento dos serviços de TI por meio de “bibliotecas” que fazem parte de cada módulo de gestão. Dessa forma, diferentemente do Cobit, este é um modelo mais focado para os serviços de TI em si.

PmBOK (Project Management Body of Knowledge) Este framework está voltado para o gerenciamento de projetos da área e melhorar o desenvolvimento e a atuação dos profissionais de TI. Todas as definições, conjuntos de ações e processos do PmBOK estão descritos em seu manual, que expõe as habilidades, ferramentas e técnicas necessárias para realizar a gestão de um projeto.

Como a GTI pode ajudar a minha empresa? Agora que você conhece um pouco mais sobre a Governança de TI, é necessário conhecer um pouco melhor sobre as suas vantagens e como ela pode ajudar a sua empresa. Basicamente, a implantação de suas práticas promove a segurança de toda a informação que circula no interior de seus sistemas e softwares, assim como garante a durabilidade e eficácia de todos os recursos de TI que estão em uma organização. Dessa forma, é possível:

1) Evitar que dados e informações sigilosas sobre a sua empresa sejam vazados, causando enormes danos aos seus negócios;
2) Garantir a automatização dos processos e das tarefas específicas, economizando, assim, tempo e dinheiro;
3) Assegurar a eficácia e facilitar a utilização das ferramentas e recursos de TI dentro de sua empresa, pois com a sua implantação, há menos riscos de bugs, paradas ou fatores que comprometam o seu funcionamento;
4) Melhorar e inovar os processos de gestão, marketing e vendas de seus negócios, tornando assim a sua empresa mais competitiva;
5) Antecipar os problemas e os riscos que podem prejudicar os seus negócios e, dessa forma, garantir mais precisão nas suas decisões;

Conhecer melhor todo o funcionamento da Governança de TI e as suas vantagens já é o primeiro passo para a sua implantação, a fim de garantir a melhoria de seus serviços e produtos. Se você se sentiu atraído pela ideia, não hesite em apostar e investir nela. Esta é a melhor forma de conquistar o sucesso do uso de TI em sua empresa. .

Ari Clayton Soares Formiga

Trabalha com tecnologia da informação desde 1999. É especialista em infraestrutura e administração de redes, Atualmente atua como Consultor, Coordenador e Professor em Gestão de TI em São Paulo. Gerenciou vários projetos de migração e infraestrutura de empresas de médio e grande porte.

Especializações: Análise de mercado, Análise de novas tecnologias, Linux, Redes, Budget anual de TI, ROI, fusões e aquisições, Governança de TI, negociação, compras, vínculo governamental, atribuição e identidade de marca, arquitetura de servidores, decisões salariais, legislação internacional, investigação social e perícia computacional.

Veja Meu Blog

Informática para Concursos Públicos

Você que deseja entrar em um concurso público já deve ter se perguntado muitas vezes: Como devo estudar informática?
O que irá cair? Se este for seu caso, não se desespere, além de ter muitos concorrentes com a mesma dúvida, existe sim dicas para resolver essa questão.
Atualmente, grande parte dos concurseiros sabe informática, conhece muitas tecnologias e sabe bem lidar com o computador.
Porém, saber resolver questões de informática, poucos realmente estão preparados.


ESTUDE INFORMÁTICA
Muitos candidatos imaginam que podem deixar esta matéria para o final, que a mesma não tem muito peso.
Ás vezes temos fortes conhecedores da disciplina de direito ou português ou contabilidade e que não sabem nada de informática
e acham que poderão aprender esta matéria em quinze ou trinta dias.
É um engano cruel. Informática, como qualquer outra disciplina necessita de um certo tempo de dedicação para amadurecimento de ideias.
Dedique a ela pelo menos uma hora por dia, o que não é muito.
Lembre-se que em muitos concursos é necessário uma nota mínima para cada disciplina, independente do total de pontos.

-->

Contato e Redes Sociais

Skype: ariclayton
E-mail: ariclayton@gmail.com

Ari Clayton Soares Formiga